Faça Você Mesmo: Estante pro Escritório

Eiiiii… como estão todos, bem?! Aqui estamos muito felizes com a participação de vocês no nosso último post… obrigada a todos pelo carinho! Então, levamos tempo pra postar mais um né?! Mas é porque a pessoa aqui precisou de tempo para dar uma organizada de leve nas fotos… acreditam que ainda não consegui encontrar várias ?! Tá tudo bagunçadooooo… bom pra aprender! E daí que umas das primeiras que consegui juntar foi o PAP da estante do escritório. Vamos então começar daqui?

Eu queria muito uma estante da Ikea. O mal de ficar na internet é isso, queremos coisas que não encontramos por aqui, só lá nas Zoropa e nas América. E na falta de uma pra comprar, o que fazemos?! Atormentamos o marido Fazemos!!! A parte boa, é que podemos fazer do tamanho que bem queremos!

Lembrando que aprendemos enquanto fazemos, então não deixe de ler as observações que estão juntas com as fotos, porque iremos comentar o que faríamos de diferente, o que aconteceu, etc.

Partiu?! E dessa vez tem até desenhinho… aeeeeeee… não é pouca porcaria não!!! Aí no desenho tosco, poderão ver as medidas, a quantidade e onde cada  peça foi montada. Usamos MDF de 1,5 cm, e os parafusos… bem, esses não lembramos a especificação… desculpem! Mas na loja onde comprarem o MDF poderão te ajudar com isso.

Desenho Estante

A primeira coisa que fizemos, foi começar a furar as peças. Usamos uma broca de 2,5 mm pros furos onde entrariam os parafusos.

IMG_1446
Em seguida, usamos uma broca de 8mm nos mesmos furos. O objetivo é desbastar um pouco o lugar onde a cabeça do parafuso ficará, assim ele não ficará pra fora, permitindo a utilização de adesivos de acabamento, como verão a seguir.

IMG_1448

Pra base, marcamos onde os parafusos entrariam…

IMG_1449

… e em seguida furamos com a furadeira. Esse passo poderia ser pulado, porque o parafuso entra facilmente no MFD mesmo sem o furo guia, mas percebemos que o MDF começa a rachar assim, então, sugerimos que não pulem esse passo!

IMG_1456

Um dos motivos de mandarmos cortar o MDF fora, é porque na serra de bancada que temos, o acabamento não fica bom… tá vendo esses quebradinhos?! Isso porque cortamos aqui em casa, então esse pedaço não está no desenho acima. Usamos dois parafusos de dentro pra fora pra prender essa parte no final e dar mais sustentação à base.

IMG_1453

Depois de montada, ficou assim:

IMG_1458

Começamos então a trabalhar nas peças identificadas pela cor azul no desenho tosco. Medimos e marcamos onde ficariam todas as divisórias. Tá vendo os dois tracinhos ali? Eles marcam onde faremos os furos.

IMG_1462

Nós temos essa espécie de base de furadeira, que ajuda a centralizar o furo, e usamos para furar mais de uma peça de uma vez.

IMG_1464

IMG_1465

Depois de furado, prendemos as primeiras divisórias com cavilhas, essa espécie de pino de madeira. Usamos apenas metade de uma cavilha para cada montagem que verá a seguir.

IMG_1467

Montamos as laterais, mas logo percebemos que a forma mais fácil para leigos como nós, era prender primeiro o “interior” do móvel, e colocar a parte de fora por último. Então se for fazer, monte somente o “miolo” e deixe a parte externa para depois.

IMG_1469

(Detalhe da montagem)

IMG_1470

Nas divisórias presas as laterais, usamos cola e pensamos (inocentemente) que seria o suficiente pra manter no lugar. Hahaha. Nunca! Use parafusos. No final, usamos somente parafusos pra essas peças e foi suficiente!

IMG_1471

Detalhe de montagem…

IMG_1473

Achando que a cola ia secar e manter o MDF no lugar…rsrsrs.

IMG_1474

Em seguida, entra mais uma prateleira (azul no desenho tosco), e furamos a prateleira junto com a divisória. Nessa hora é preciso que alguém segure a divisória, pra ela não sair da posição… isso não está sendo mostrado, porque alguém tem que tirar foto, e claro, Pituca como sempre não quis ajudar…kkkk. Mas é sério, dê atenção a essa parte e use um esquadro pra ter certeza que a divisória está reta.

IMG_1475

Mais cavilhas…

IMG_1476

IMG_1477

O motivo de ter atenção nessa parte, é porque mesmo usando o esquadro e tomando muito cuidado, ainda assim é fácil errar… e qualquer erro nesse móvel fica muito perceptível.

IMG_1478

Mas caso isso aconteça, basta retirar a divisória e aumentar o furo…
IMG_1481

… checar se ficou na posição correta e passar cola pra firmar a cavilha.

IMG_1483

IMG_1484

IMG_1485

Depois que todas as divisórias e prateleiras estavam no lugar, colocamos a última prateleira.

IMG_1486

Dá pra notar que a lateral continua solta?!
IMG_1487

Começamos a prender então a parte externa de tudo. Fizemos isso de baixo pra cima, prendendo a primeira prateleira à base.

IMG_1489

Daí começamos a prender as laterais… IMG_1490

IMG_1491

Lembram das divisórias que usamos cola?! Depois que vimos que não dava certo, furamos pra usar parafusos… e além disso, deixamos essa parte para o final, bem depois de prendermos as laterais do móvel.

IMG_1492

E prendemos nas laterais, de dentro pra fora. Na foto abaixo dá pra ver os 3 parafusos que usamos, bem como as fitas de acabamento que começamos a colar.
IMG_1590

Aliás, essa é outra lição aprendida! A fita de borda deve ser colada antes de se montar o móvel, sempre que possível. Pras laterais não seria, porque usamos duas placas de MDF pra ficar com a espessura final que queríamos, mas a parte interna teria sido muito mais fácil de fazer se tivéssemos colado antes!

IMG_1594

Pra todas as vezes que usamos parafusos, nós desbastamos como mencionamos lá em cima, e usamos os adesivos pra dar acabamento.IMG_3598

Depois de tudo pronto, ficou assim:

Estante

Infelizmente não consegui achar as fotos com os detalhes do acabamento de perto, e nem uma melhor da estante pronta. Mas depois, quando eu tirar outras do escritório, aproveito e mostro essa parte. De qualquer forma, dá pra ter uma ideia geral de como fica, não?!

Quanto gastamos?! Olha, faz tempo… não lembramos mais, e quem disse que encontro o valor em algum lugar?! Então isso iremos ficar devendo… mas lembro que gastamos menos de 400 na época. Muito bom pra algo exatamente do jeito que quer, não?!

Esperamos que oPAP tenha ficado claro… fizemos o melhor possível! hehehe. E esperamos também que tenham gostado! 😉 Tudo muito simples, feito com poucas ferramentas e nenhum conhecimento…kkkkk. Mas o que isso mostra?! Que se nós fizemos, qualquer um pode fazer! Quem se animou?!

Faça Você Mesmo: Prateleiras + Papel de Parede II= Hall Terminado!

Gente, morri de rir com vocês me xingando…kkkk. Meninas, não foi de propósito, mas ia ficar muita coisa pra um post só… vcs vão ver!

Bem, depois que vocês viram a trabalheira que tivemos na primeira parte (foram três demãos de tinta numa altura bem desconfortável), com o papel de parede já no lugar, chegou a hora da montagem das prateleiras.

Como algumas meninas já perguntaram, usamos dois rolos de papel da Bobinex e acho que custaram cerca de R$75,00 cada (não tenho certeza, faz muito tempo). Deu e sobrou, mas um rolo só não dava pra tudo.

Colocamos as bases (pintamos de branco antes) e fomos felizes instalar as prateleiras que cortamos sob medida na Leroy Merlim. Aí que vimos que as prateleiras eram sob medidas pro meio do nicho… não pra parte de baixo e de cima dele… apenas uma prateleira serviu… as demais ficaram ou maiores ou menores.

As maiores, tudo bem era só cortar um pouco, mas o que fazer com as menores?! E quando digo menores, estou dizendo bem menores, a ponto de perderem o apoio.

Onde encontramos a solução?! No lixo do vizinho! kkkk É, nós somos esse tipo de vizinhos!!! kkk Namorido achou um pedaço de MDF jogado no meio do entulho em um terreno abandonado, exatamente o que a gente precisava!

1- O MDF foi cortado no tamanho exato dos apoios já instalados na parede,
2- Foram furados pra colocar o prego,
3- Pro prego não ficar sobrando e atrapalhando o acabamento, Namorido escolheu uma broca quase que do mesmo tamanho da cabeça dele,
4- Com a broca foi feito um furo pra cada parafuso, só o suficiente pra que a cabeça fique acomodada,
5- Agora com o prego ficando na mesma direção da madeira, o acabamento fica perfeito,
6 – Todas as madeiras receberam o mesmo tratamento,
7- As novas bases foram fixadas nas anteriores que já estavam nos seus devidos lugares.

Uma vez as bases no lugar, hora de acrescentar os enxertos. Perceberam que com o segundo pedaço de madeira, a prateleira ganhou apoio?!

Outra madeira que colocamos, foi um acabamento na frente, que foi colado a prateleira. Isso deixa o aspecto mais encorpado sem que precise gastar o dobro de MDF pra fazer uma prateleira dobrada. Muito mais econômico!

Olhem a diferença da primeira prateleira que ainda não recebeu acabamento pras demais… viu como fica outra coisa uma prateleira mais grossa?!

Os enxertos foram colados no lugar e aí foi a hora de passar a fita de acabamento. A fita é colada assim: passe cola na fita e espere secar por cerca de 15 minutos. Passe cola também na madeira, aí é só colocar no lugar.

Fizemos isso com todas as prateleiras… olha como ela foi se transformando…

Acabadas, ficam assim:

As fitas também foram usadas pra dar acabamento nas bases de apoio… olha só como fica bom! E pra concluir, passamos massa de madeira pra dar o toque final. Ficou bom, não?!

Enquanto dávamos acabamento nessa parte, fomos cuidar do acabamento do resto do hall. Pra ele, colamos rodapé Santa Luzia exatamente na junção do papel e da tinta usando prego líquido, e apoiamos com pedaços de madeira enquanto secavam.

E aí, querem ver o resultado depois de tanto trabalho? Não temos muitas fotos boas do antes, mas achei algumas:

ANTES – Assim que nos mudamos e tínhamos um “gato” enquanto fazíamos a instalação elétrica (nós mesmos fizemos com a ajuda de um amigão!), que envolveu muita quebra de parede por causa de conduítes entupidos…

DURANTE – Quando a parte principal da obra tinha passado e por um tempo essa parte era usada como depósito (nos últimos 10 meses estava vazia, mas não tínhamos foto)…

DEPOIS – Prateleiras+Papel de Parede+Pintura

E olhem como colando o papel bem pertinho as emendas ficam imperceptíveis…

… e quando saímos do quarto, temos essa visão… ai, ai…

 E olha ali o acabamento usando rodapé Santa Luzia…

e tudo termina na mesma linha, pra ficar harmônico…

… como o pé direito é alto, resolvemos arriscar no chumbo sem nos preocupar em achatar o ambiente…

E se estão se perguntando se a diferença é tanta assim, olhem o ANTES, quando nos  mudamos…

…e o DEPOIS

Bem diferente, não?!

E mais um pouquinho dos detalhes… depois de tanto trabalho, acho que merecemos muitas fotos do depois, não?! hehehe

Adoramos a combinação de cores, o cinza claro, o branco, o chumbo contrastando… e como tudo trabalha bem junto com o lustre…

O projeto levou duas semanas pra ser concluído, sendo que trabalhamos muitas horas nos fds e algumas durante as noites. Difícil?! Não, trabalhoso… muito! Mas achamos que valeu a pena…

Mas e vocês, o que acharam? Gostaram do resultado? Acham que valeu a pena o trabalho? Quem acha que o papel de parede pode mudar completamente o visual da casa? Esperamos que tenham gostado e que pra vocês tenha valido a pena esperar o resultado assim como valeu pra gente!

Faça Você Mesmo: Prateleiras+Papel de Parede= Hall Novo!

Olá! Como foi o feriadão de vocês, bom?! Todo mundo mais feliz? Mais gordinho? O meu foi estudando… e dormindo… mais dormindo… kkkkkk. Ah, e engordando, devo devo dizer…

Vamos começar a semana com um projeto novo? Eu ia postar tudo de uma vez só, mas a quantidade de fotos é tanta, que vamos dividir em duas etapas… não me apedrejem por isso, tá?! kkkk

Há muito tempo eu venho pensando em colocar papel de parede aqui em casa. Mas o tempo passava e nada… Até que um dia , esbarrei com um modelo da Bobinex na C&C e o preço me atraiu… como íamos começar a mexer no hall, e resolvi aproveitar a oportunidade – óbvio que com a benção do Namorido!  Isso aconteceu há cerca de 6 a 8 meses atrás… é, nós somos esse tipo de pessoas!Finalmente a duas semanas atrás, resolvemos arregaçar as mangas e desentulhar mais um pouco o escritório, tirando o papel do chão e colocando onde deveria estar a muito tempo: na parede!

O interessante é que a cor nunca estaria entre uma das que eu usaria lá em casa, mas ando numa fase do “Por que não?!”. Porém, antes de chegarmos ao papel de parede propriamente dito, tivemos alguns afazeres:

1- Medir a altura das prateleiras e fazer as marcações;
2- Cortar as madeiras que serviriam como base;
3- Lixar as paredes e dar massa onde precisava, uma vez que o pintor fez igual a *&¨% dele;
4- Furar as paredes onde as prateleiras seriam pregadas;
5- Pintar as partes que não levariam papel de parede, cinza claro nas laterais e cinza chumbo na parte de cima;
6- Pintar os rodapés. Finalmente estamos prontos pro papel!

Depois que preparamos essa parte, era hora de preparar o restante do hall. Nele nós tínhamos duas lâmpadas, mas achamos que elas estavam brigando com as lâmpadas da escada e do lustre, então resolvemos tirar (fora que era mais duas pra Namorido deixar acesas – é, ele é esse tipo de homem! kkk)

Mas é claro que na nossa casa nada é tão fácil quanto parece… percebemos logo que as caixas de luz estavam pra fora da parede… o que significa que elas não podiam ficar, ou teríamos dois atrás do papel. Ok, é Páscoa, mas ovo na parede não dá, não é minha gente?!

A remoção é claro, esburacou ainda mais a parede, só pra termos mais sujeira e trabalho… Só que nós temos nossa arma secreta: Gesso (vocês estavam esperando eu falar silicone, não era?! kkk).

Demos uma boa lixada…

Chegamos ao papel de parede. Não iremos fazer um passo-a-passo porque tem um muito, mas muito bom no Yotube. Não tem segredo, é basicamente:

1- Cortar, levando em consideração a montagem do desenho na parede,
2- Passar cola na parte de trás,
3- Colocar na parede e esticar. Usamos um pano seco nessa parte, que achamos que é a melhor forma,
4- Dar acabamento com a espátula, pra não deixar a cola formando “montinhos” por detrás do papel. O segredo é colocar a próxima folha bem próximo da anterior, que as emendas ficam praticamente imperceptíveis.

Papel no lugar, hora de partir pro armário. E gente, como esse armário deu trabalho! Por isso que vamos contar a odisseia em outro post.

Aquela parede com o número 2 era branca, e foi pintada da cor Coral C9072, feita na Suvinil. Em uma das fotos a tinta do alto parece preta, mas não é… é chumbo escuro. Imaginem, eu pintando uma parede de chumbo… nunca pensei que faria isso algum dia! A cor dessa eu vou colocar no outro post, porque me esqueci…rsrsrs. O papel é da Bobinex.

Enfim, espero que estejam gostando do início, e que estejam preparados para fortes emoções no próximo capítulo, quando finalmente descobrimos as paredes tortas…. não percam!